ILUSTRADOR, PINTOR, DESENHISTA Helios Seelinger

Rio de Janeiro, RJ, 1878 – 1965

Em 1893 ingressa na Escola Nacional de Belas-Artes, onde foi aluno de Henrique Bernardelli. Viaja para a Alemanha em 1897, estudando em Munique com o pintor simbolista Franz von Stuck. Contemplado com o Prêmio de Viagem à Europa na Exposição Geral de Belas-Artes em 1903, instala-se, no ano seguinte, em Paris, onde trabalha como auxiliar de Visconti na realização das obras decorativas destinadas ao Teatro Municipal do Rio de Janeiro, ao mesmo tempo que frequenta o ateliê do pintor de temas históricos Jean Paul Laurens.

De volta ao Brasil, atua como caricaturista nas revistas Fon-Fon, O Malho e D. Quixote, decora o pavilhão dedicado à energia na Exposição comemorativa da Abertura dos Portos, em 1908, realiza painéis para o Clube Naval, em 1911, ajuda a fundar a Sociedade Brasileira de Belas-Artes, em 1919, atua como carnavalesco das grandes sociedades, como os Tenentes do Diabo, e organiza o primeiro baile de carnaval dos artistas cariocas.

Escrevendo longamente sobre a mostra que Seelinger realizou no Museu Comercial, em 1908, texto inserido em seu livro Contemporâneos, Gonzaga Duque afirma: “Helios não se contenta com o natural, não é em rigor um naturalista; o que o toca no centro emotivo, o que o comove e o leva da ideia à imagem, é esse natural depurado na sua imaginativa. E essa se nos desvenda nos bizarrismos duma superexcitação, dum estado hiper-nervoso que determina fases gerais de psicopatia. O seu helenismo está na lascívia dos faunos e das ninfas, em que a paisagem permanece como acessório.

Participa da Exposição Geral de Belas-Artes em 1908 (medalha de ouro) e 1912 (medalha de prata), e do Salão Nacional de Belas-Artes, entre 1951 e 1956. O Museu Nacional de Belas-Artes realizou pequena retrospectiva de sua obra, em 1978. Figurou ainda, destacadamente, na mostra Universo do Carnaval, Galeria Acervo, Rio de Janeiro, 1981

Bibliografia: Gonzaga Duque, Contemporâneos, Benedicto de Souza, Rio de Janeiro, 1929; H. Pereira da Silva, cat. exp. Helios Seelinger, MNBA, Rio de Janeiro, 1978.